Telemedicina: Mitos e verdades

16/11/2020

Preparamos este post para esclarecer os principais mitos e verdades sobre a Telemedicina. Vamos conferir?

 

Não é de hoje que a tecnologia se faz presente nos mais diversos setores da economia. Na medicina, não é diferente e as novas ferramentas e sistemas surgem a cada dia, trazendo mais facilidade, segurança e praticidade nessa área. No entanto, no Brasil, ainda há certos mitos sobre a telemedicina, o que distancia algumas pessoas do conhecimento dessas práticas modernas, que já são uma realidade no país.

 

Quais são os principais mitos sobre a telemedicina?

 

Apesar de todas as vantagens e os benefícios, essa prática ainda é desconhecida por muitos brasileiros, bem diferente do que já acontece na Europa e nos EUA, por exemplo, onde esse conceito é amplamente difundido. Por aqui, além do desconhecimento, há ainda alguns mitos sobre a telemedicina que precisam ser esclarecidos. Por isso, confira as dicas abaixo:

 

A telemedicina só funciona lá fora

 

Um dos maiores mitos sobre a telemedicina é achar que a prática é coisa de país europeu ou de americanos. Puro engano! No Brasil, já há clínicas, profissionais e plataformas conectando médicos, pacientes e empresas com tecnologia de ponta e, inclusive, digna de qualquer país de primeiro mundo. Com isso, independentemente da localização de sua empresa ou de seus funcionários, todo o território nacional fica coberto pelo atendimento pelo sistema.

 

A telemedicina é um campo ainda restrito

 

Outro engano muito comum tem relação com a amplitude da telemedicina. Ou seja, muita gente acredita que a prática é limitada apenas às áreas mais simples da medicina convencional. No entanto, isso é mais um mito! Hoje, a prática já é utilizada em diversos setores da saúde, como cardiologia, neurologia, radiologia, enfermagem, oncologia,  oftalmologia, entre outras infinitas especializações. A tecnologia da informação e as telecomunicações permitem, cada vez mais, a abrangência da telemedicina em praticamente todas as áreas da saúde.

 

A telemedicina garante o sigilo das informações clínicas

 

Verdade. Assim como qualquer prática que envolva dados clínicos dos pacientes, a telemedicina garante a veracidade das informações, a especificidade e sensibilidade dos exames laudados. O diferencial é que o acesso ao sistema será sempre feito através de senha pessoal e intransferível.

 

A telemedicina pode melhorar o atendimento ao paciente

 

Verdade. A telemedicina poderá garantir um atendimento completo para o paciente. Isso porque as consultas médicas estarão interligadas aos exames realizados, às intervenções de outros profissionais de saúde e à situação atual do paciente.

 

O paciente será atendido com as informações clínicas alimentadas e visualizadas em tempo real, o que possibilitará uma intervenção terapêutica precisa.

 

A telemedicina vai substituir o médico presencial

 

Mito. O médico presencial nunca será substituído. A telemedicina tem seu espaço principalmente em locais onde não existe o médico especialista coexistindo com a medicina tradicional.

 

A telemedicina aumenta o engajamento do paciente ao tratamento

 

Verdade. Estudos mostram que o acompanhamento, e monitoramento, à distância aumenta a chance do paciente seguir as orientações médicas contribuindo para o seu tratamento.  

A telemedicina pode ser utilizada em diversas especialidades médicas.

 

A telemedicina ainda não é reconhecida no Brasil

 

Mito. As atividades da telemedicina já foram reconhecidas pelos órgãos profissionais. Um exemplo é a telerradiologia que emite e envia imagens radiológicas a distância. Esse serviço foi reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina através da normatização CFM Nº 1890/2009. Nessa resolução, estão contidos os critérios para a implantação da prática, bem como as condições para radioproteção e boas práticas radiológicas.

 

A telemedicina é uma tendência que beneficia tanto os pacientes quanto os profissionais da saúde, contudo ainda é cercada de mitos. Muitos estão ligados à falta de informação ou de iniciativa por parte dos gestores em planejar a implantação.

 

Por isso, se esse for o seu caso, entre em contato conosco e obtenha informações sobre as vantagens e os meios para implementar as práticas de telemedicina mais adequadas para simplificar a sua vida!

Comentários

Dicas para médicos

Assuntos que fazem a diferença no seu dia a dia