CNPJ ou PF na carreira: qual a melhor escolha

12/10/2020

Se você é um médico ou Fisioterapeuta recém-formado, ou acaba de sair da residência, é comum ter dúvidas sobre o que é mais vantajoso: CNPJ ou PF na carreira, concorda?

As diferenças são bastante impactantes em alguns aspectos, incluindo na tributação, que formam grande parte das despesas das pessoas e empresas, e a possibilidade de desenvolvimento profissional.

Assim, é fundamental que esses profissionais entendam sobre vários elementos-chave para tomar a decisão mais adequada para seu perfil. Baseado nessa questão, queremos apresentar as principais diferenças entre os dois, CNPJ ou PF na carreira, para ajudá-los a seguir o melhor caminho.

 

Veja as diferenças entre CNPJ ou PF na carreira

 

O Recibo de Pagamento Autônomo (RPA) é um documento emitido pela empresa contratante à Pessoa Física (PF). A sua emissão é obrigatória, feita pelo estabelecimento pagador e pode ser recebido por qualquer pessoa que não emita notas fiscais. Portanto, é preciso que a relação entre as partes não seja regida pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Dessa maneira, o profissional deve trabalhar como autônomo.

Esse documento deve ser emitido sempre que ocorrer pagamento de tarefas esporádicas e com duração de poucos dias, não sendo destinado aos trabalhos de longa duração. Sua finalidade é servir como prova de recebimento e destaca os impostos recolhidos pelo contratante. Os tributos são os mesmos incididos sobre uma PF, ou seja, consideravelmente elevados para o profissional. São eles:

 

  • Imposto de renda PF (IRPF): com alíquota de até 27,5% sobre o recebimento mensal do médico profissional;
  • Contribuição previdenciária (INSS): alíquota de 11% sobre os ganhos destinados à Previdência Social;
  • Imposto sobre serviços (ISS): alíquota entre 2% e 5%, se aplicável no município onde é prestado o serviço.

 

Quando o médico ou fisioterapeuta trabalham como Pessoa Jurídica (PJ), a tributação pode ser mais branda, podendo ser a partir de 6% do seu faturamento, dependendo do regime tributário e do tipo de empresa escolhido pelo profissional.

 

Jornada de trabalho

Uma das diferenças entre CNPJ ou PF na carreira médica e fisioterapeuta, é a maior flexibilidade de trabalho que a Pessoa Jurídica (PJ) tem. Quando você presta serviços como uma PJ, pode determinar o tempo de trabalho mais conveniente para seu perfil, bem como os dias de semana que trabalhará.

 

Possibilidades

Suas oportunidades de trabalho após constituir uma PJ serão ampliadas exponencialmente. Isso devido ao fato da maioria dos hospitais e clínicas preferirem contratar prestadores de serviços, pessoas jurídicas, a pessoas físicas. Isso ocorre porque os contratantes arcam com encargos trabalhistas elevados quando efetuam um vínculo empregatício da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) ou quando contratam um autônomo. Entretanto, não arcam com essas despesas e burocracias quando contratam pessoas jurídicas.

 

Proventos

Aqui está outra diferença relevante entre CNPJ ou PF na carreira médica e fisioterapeuta. Pois, os ganhos podem ser até 40% mais elevados para a PJ do que aqueles que estão no regime da CLT ou autônomo. Além disso, o recolhimento dos impostos como PF é mais elevado do que o feito por uma PJ. Assim, é possível ter uma maior liquidez financeira e aumento do seu fluxo de caixa ao diminuir suas despesas com tributação.

Além disso, atuar como PJ consiste em uma ótima oportunidade de vivenciar o cotidiano de um empreendedor. Dessa forma, pode-se afirmar que obter o CNPJ se trata de um ensejo para crescimento profissional a longo prazo.

 

CNPJ ou PF na carreira médica e fisioterapeuta: Investir na Pessoa Jurídica é uma excelente escolha

 

Agora que ficou claro as principais diferenças entre CNPJ ou PF na carreira médica e fisioterapeuta, é notório as vantagens que a Pessoa Jurídica oferece, como a chance de expandir a sua vida profissional. 

E trabalhar como PJ é menos complicado do que parece, basta abrir uma Empresa no formato Sociedade Limitada Unipessoal: é um modelo jurídico individual, caracterizada pela responsabilidade limitada que é atribuída ao único sócio proprietário, ou seja, o profissional que é responsável pela empresa não tem os seus bens pessoais entrelaçados com débitos do seu negócio.

Um dos grandes benefícios que esse estilo de PJ proporciona é a possibilidade de poder abrir o seu consultório sem sócios e ter seu patrimônio particular protegido. Como se trata de um empresa Limitada (LTDA), que não envolve sócios, dispensa o capital mínimo de 10 salários mínimos, como é no caso da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI).

Esse formato traz várias facilidades como um valor acessível de abertura, ou seja, você não precisará mais integralizar valores altos na abertura do seu consultório, pois não existe nenhum valor de capital social mínimo e mesmo assim a proteção ao patrimônio pessoal individual é estabelecida.

 

A MEDSIMPLES simplifica tudo para você

 

Sabendo de todas as burocracias que uma empresa gera, bem como a rotina intensa que esses profissionais tem, a MedSimples, uma FinTech presente no mercado desde 2018, surgiu para simplificar a vida de quem cuida da saúde das pessoas.

A MedSimples oferece diversas ferramentas para que a sua carreira esteja sempre bem estruturada financeiramente, como o gestor de plantões, que auxilia o profissional a encontrar trabalho em diversos hospitais em sua especialidade, através da tecnologia. Além disso, é capaz de gerir a vida financeira de forma prática e sem inúmeros trâmites, bem como identificar oportunidades para redução, ainda maior, da sua carga tributária por meio de planejamentos desenvolvidos especialmente para essa área.

A MedSimples tem a sua disposição um caminho super fácil. Você escolhe um plano PJtize.me e nós fazemos o resto: Abertura, contabilidade, endereço fiscal e em breve conta em banco PJ e cartão. Tudo num único lugar, e de forma simples!

 

Gostou do nosso post sobre a diferença entre CNPJ ou PF na carreira? Acesse o nosso site e saiba mais sobre tudo que a MedSimples pode fazer por você!

Comentários