Adesão ao tratamento: Como incentivar os pacientes

09/10/2020

Uma preocupação constante dos profissionais de saúde, diz respeito à dificuldade em relação a adesão ao tratamento por eles proposto. A adesão ao tratamento se dá quando o comportamento do paciente coincide com as orientações para controlar ou curar a sua doença. Entretanto, nem sempre isso acontece. 

Segundo dados do Ministério da Saúde, 82% dos pacientes que utilizam cinco ou mais medicamentos de uso contínuo o fazem de forma incorreta ou demonstram baixa adesão ao tratamento. E, no mundo inteiro, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 40% dos hipertensos e 60% dos diabéticos seguem corretamente a prescrição médica.

Neste cenário o médico têm o papel fundamental de desenvolver uma relação humanizada de engajamento com os seus pacientes durante as consultas de modo que a adesão ao tratamento seja a maior possível.

 

Por que muitas vezes a adesão ao tratamento não acontece?

 

Um tratamento não pode ser observado apenas pela perspectiva médica ou biológica. Afinal, diversos fatores permeiam a experiência do paciente, como, elementos psicológicos, culturais, sociais, socioeconômicos, institucionais e, especialmente, a relação com o profissional de saúde. A OMS aponta, inclusive, que existem ao menos cinco aspectos diferentes relacionado a não adesão ao tratamento do paciente.

 

Confira alguns dos principais motivos:

 

1] Por não terem a devida informação sobre o tratamento, juntamente com alguma falha de comunicação durante as instruções;

 

2] Pelos problemas econômicos que impossibilitam a compra de medicamentos, deslocamento constante até as unidades de saúde, entre outras implicações de caráter monetário;

 

3] A existência de outro tratamento concomitante, exigindo muitas vezes a ingestão de vários medicamentos ao decorrer do dia;

 

4] Esquecimento ou resistência pessoal ao uso de medicamentos, traumas, reações a efeitos colaterais desagradáveis;

 

5] Descrédito cultural aos métodos oferecidos.

 

Como estimular a adesão ao tratamento

 

Diferentemente do atendimento realizado no passado, hoje o paciente já chega ao consultório com algum conhecimento prévio. Nessa relação, o paciente deixou de ser um indivíduo passivo que tem o médico como única fonte de informação. Muitas pessoas recorrem inclusive a canais de informação mal intencionados e sem nenhum embasamento técnico, que pode chegar até mesmo a automedicação, o que coloca sua vida em risco.

O paciente pode ter algumas informações em mão, mas não tem todas as respostas, muito menos o conhecimento científico de um profissional, por isso o médico deve aproveitar positivamente desse novo comportamento ativo dos indivíduos e guiá-los pedagogicamente sobre cuidados com a sua saúde.

Assim, uma excelente opção é indicar fontes de informação confiáveis, filtrando as trazidas pelo paciente, apresentando novos pontos de vista para seu problema de saúde. Também busque demonstrar empatia, se colocando no lugar do paciente, expressando o quanto se importa com a sua saúde e entende suas dificuldades. Isso também cria uma relação de confiança muito importante.

 

Confira algumas ações que podem incentivar os pacientes sobre a adesão ao tratamento:

 

  • Mais que um médico, procure guiar o paciente;
  • Estabeleça um diálogo com o paciente;
  • Demonstre proximidade com o paciente;

 

Adesão ao tratamento: Conheça a CUCOHealth

E você sabia que existe uma plataforma criada especialmente para auxiliar os profissionais de saúde quanto a adesão ao tratamento? Exatamente! Os programas de Cuidado Digital da CUCO ajudam o paciente a seguir os plano de cuidados desenvolvidos pelos profissionais quando estão sozinhos melhorando a adesão ao tratamento, monitorando aspectos da patologia e possibilitando que estes profissionais de saúde acompanhem a evolução.

 

Há 3 anos no mercado, a CUCOHealth tem contribuído com os cuidados de milhares de vidas no mundo inteiro através de uma adesão média de 75%. Aliás, uma curiosidade, a palavra CUCO significa Cuidados Compartilhados.

 

E os serviços disponibilizados oferecem uma experiência completa ao seu paciente:

 

Lembretes de adesão e recompra

São disponibilizados para todos os pacientes uma rotina de tratamento programada de forma inteligente.

 

Personalização da experiência por patologia

São realizados projetos para personalizar a experiência dos pacientes de acordo com as necessidades de sua patologia.

 

Cuidadores

Os pacientes podem incluir cuidadores para incentivá-los no seu tratamento e/ou serem acompanhados por instituições e médicos para um tratamento ainda mais personalizado.

 

Educação continuada

São desenvolvidas ações de educação continuada com conteúdos lúdicos e pedagógicos para ajudar os pacientes a entenderem suas patologias, explicando sobre o tratamento e incentivando a adesão ao tratamento.

 

Que tal poder aumentar a taxa de adesão ao tratamento, a qualidade de vida dos pacientes e simultaneamente reduzir custos? Acesse o link e conheça essa plataforma incrível!

 

Gostou do nosso artigo? Compartilhe-o nas suas redes sociais!

Comentários

Dicas para médicos

Assuntos que fazem a diferença no seu dia a dia